Geral

Como conseguir emprego no Oriente Médio

emprego no oriente medio
Written by Debora Garcia

“Mas Debora, como eu consigo um emprego no Oriente Médio?” Ahhh, a pergunta de 1 milhão de dólares!

Tipos de emprego no Oriente Médio

Primeiro, vamos falar sobre os tipos de emprego que você consegue por aqui.

É comum vermos brasileiros indo para os Estados Unidos, Reino Unido e outros países da Europa tentando a vida trabalhando como garçons, lavadores de prato, entregadores, empregadas domésticas, babás… o que aparecer, eles topam. Aqui no Oriente Médio não funciona assim. Esse tipo de emprego vai para certas nacionalidades e os brasileiros não estão incluídos. Você vai ver gente da Índia, Paquistão, Bangladesh, Filipinas e países Africanos com tais empregos.

Por exemplo, aqui no Líbano todas as empregadas domésticas são das Filipinas e da Etiópia. Já Dubai é lotado de indianos e paquistaneses trabalhando em lojinhas e restaurantes. E o próprio governo controla isso, dando visto para certos empregos, para certas nacionalidades. Se você tentar levar uma babá brasileira para Dubai, não vai conseguir. O visto não será aprovado.

As exceções são os restaurantes e lojas de produtos brasileiros que preferem contratar brasileiros. Se você for numa churrascaria brasileira na Arábia Saudita, por exemplo, verá brasileiros em praticamente todos os cargos.

Brasileiros tem o mesmo status de americanos e europeus por aqui, tem os mesmos benefícios e são tratados igualmente. A maioria dos brasileiros trabalhando no Oriente Médio está nos setores de:

  • petróleo
  • engenharias (todas)
  • aviação (pilotos, comissários…)
  • médico (médicos e enfermeiras)
  • alimentício
  • esportes (todos os tipos, personal trainer, yoga, professores de artes marciais, de dança…)
  • entretenimento (músicos, dançarinos…)
  • ensino (professores de idiomas, em universidades…)
  • gerencial (diversas áreas)
  • importação/ exportação
  • hospitalidade (hotéis, agências de turismo, guia de turismo…)
  • beleza (salões de beleza, massagem…)

Obviamente, as vagas não se limitam apenas a essas áreas então pesquise, converse com outros brasileiros que já moram aqui para saber se você tem chances de encontrar algo. Eu sou professora de inglês e trabalhei 2 anos e meio na Arábia Saudita e estou atualmente há 2 anos no Líbano. Conheço pessoas trabalhando nas áreas que mencionei acima então tenho exemplos concretos de brasileiros nesses cargos.

Dá pra trabalhar por conta própria?

Sim, você pode trabalhar por conta própria, pode ser freelancer, pode até abrir sua própria empresa. O problema é o visto. Você não pode (e não deve) ficar ilegal aqui. Por exemplo, no Líbano você só paga uma multa na saída mas nos Emirados Árabes você pode ser banido de voltar ao país por 5 anos. Fique atento!

Assim que você estiver morando legalmente no país que deseja, há várias possibilidade para trabalhos freelance. Você pode:

  • ser guia de turismo em português, inglês ou qualquer outra língua
  • fazer comida brasileira, brigadeiro, pão de queijo e etc. para a comunidade brasileira local
  • dar aulas particulares de idiomas ou matérias escolares
  • trabalhar online (designer…)
  • ser personal trainer em residências
  • vender trabalhos manuais
  • ser fotógrafo
  • oferecer serviços diversos para os locais ou para a comunidade brasileira (que sempre carece de algo)

Essas são apenas algumas ideias então pense no que você pode oferecer e evolua a ideia.

No grupo "Brasileiras em Dubai"

No grupo “Brasileiras em Dubai”

Como encontrar uma vaga de emprego no Oriente Médio

Se você ainda não está morando no Oriente Médio, então provavelmente encontrará as vagas online. E isso é super normal por aqui! É assim mesmo que a gente encontra emprego no exterior. Não precisa conhecer ninguém, não precisar vir transferido de uma empresa brasileira, não precisa de intermediários, nada disso. Você pode se candidatar a uma vaga em qualquer país apenas enviando seu currículo online.

Se você ainda não sabe pra qual país ir, pode começar procurando em sites globais que oferecem vagas em vários países. Os mais conhecidos são:

Se você já sabe pra qual país quer ir, então procure nos sites locais. Vou falar mais sobre isso nos posts específicos, país por país.

Não se esqueça de procurar também no LinkedIn e no facebook. Há diversos grupos e páginas oferecendo empregos. Basta buscar por “jobs in X” no facebook e a mágica acontece.

Se você já mora no exterior então procure também agências de empregos. Normalmente eles oferecem vagas para o Golfo.

Se você já sabe pra qual companhia quer trabalhar, vá direto no site da empresa e se candidate por lá.

Exemplo do site Naukurigulf

Exemplo do site Naukurigulf

O que os empregadores exigem?

Isso depende demais, tanto do tipo de emprego quanto do país. Vou falar mais sobre esse assunto nos posts específicos dos países.

O que você precisa, no mínimo, é inglês (nível avançado) + qualificação + experiência. 

Você não precisa falar árabe pois a língua usada nas grandes empresas é o inglês. Dependendo do cargo, o empregador pode exigir um certificado de fluência como o IELTS. Eles costumam pedir IELTS 6.5 pra cima.

Você também precisa da qualificação adequada. Pode ser um curso técnico, bacharelado, mestrado, doutorado… dentro da sua área de atuação.

Experiência no cargo também é fundamental. As empresas não vão pagar caro pelo visto de um funcionário que não tem experiência nenhuma na função.

E o que os empregadores oferecem?

Novamente, isso vai depender muito do país para onde você vai. No Golfo, eles pagam tudo (passagem aérea anual pra família, acomodação, transporte, seguro saúde, vistos pra família, escola pras crianças e o maior salário dos países árabes). Já nos países mais pobres, como o Egito, eles não pagam quase nada, às vezes só o visto e o salário é muito inferior.

 

Como conseguir emprego no Oriente Médio

Então, é isso por hoje, pessoal. Espero ter esclarecido como conseguir emprego no Oriente Médio.  Caso tenha mais alguma dúvida, deixe seu comentário logo abaixo.

About the author

Debora Garcia

Conheço 13 países mas escolhi o Oriente Médio para morar. Saí do Brasil em 2014 para trabalhar como professora na Arábia Saudita. Desde 2016 trabalhando no Líbano. <3

Leave a Comment

%d blogueiros gostam disto: